Seja a sua Melhor Versão

Quem é você? Não me responda agora, espere um pouco! Me disseram algo a seu respeito que preciso revelar antes. Talvez a maneira como você se enxerga não é nada atraente e interessante para os que estão do lado de fora e nem para você. E isso importa? O fato de não te valorizarem não importa em nada, mas a maneira como você se vê importa, e muito.

O relatório que você apresenta de si mesmo não pode se resumir ao que você sente ou deixa de sentir. A sua verdadeira identidade é fixa e não oscila nunca. Você é aquilo que o seu Criador diz que você é e ponto final. E Ele está aí do lado de dentro.

Ser forte, corajoso, visionário, inteligente e capaz são características suas e fazem parte da sua personalidade. Foi isso que Deus me pediu para te dizer hoje. Ele está te convidando a limpar as suas lentes agora mesmo e começar a se enxergar de maneira diferente. Quem melhor do que o nosso Criador para nos conhecer e dizer quem somos de verdade! 

O que é que você ia me responder mesmo?

Taynara de Oliveira

Carta de Gratidão

Lembro-me de onde Ele me tirou. De maneira surreal, daquele abismo de tristeza e solidão me arrancou. Apresentou-me a luz do sol e a minha vida clareou.

Minha trajetória tem sido dirigida e monitorada por aquele que trouxe esperança para o meu viver. Me proporcionou a oportunidade de compartilhar o enredo da minha história escrita por Ele mesmo. Transmitir o amor de Jesus é um privilégio e ser instrumento para isso alegra a minha alma. Não que eu mereça ou seja digna, mas Ele escolheu me salvar.

Que a impressão digital de Jesus esteja em tudo o que eu fizer, em tudo o que eu disser e em todo lugar para onde eu for. Enquanto eu tiver fôlego que o meu respirar seja para a glória dele. Única e exclusivamente para Ele.

Aprendi que a ingratidão envenena a alma e que a gratidão se encarrega de não nos deixar esquecer nunca do lugar de onde Deus nos tirou para estarmos aqui neste momento. Que essa gratidão seja exercitada todos os dias.

Com carinho,

Taynara

Meu Erro não me Define

Hoje eu aprendi mais uma das lições que o meu Mestre costuma ministrar vez ou outra para me fazer crescer e evoluir. Dessa vez, Ele usou de uma situação inusitada para me fazer refletir a respeito daquilo que é certo e justo.

Confesso que, por um instante, minhas mãos haviam abafado os meus ouvidos que ignoraram a voz do Conselheiro. O fato é que uma decisão como essa não poderia ter sido tão equivocada quanto à minha tamanha vulnerabilidade para cometer erros. Contudo, o arrependimento bateu à porta do meu coração e o “peso” do pecado conseguiu entrar. Eu percebi que o efeito da vergonha começou a se manifestar através do meu desespero interno, mas vi que a culpa foi barrada no mesmo instante.

Era Ele agindo, o Mestre dos mestres que converte erros em aprendizado e que em hipótese alguma utiliza da condenação para fazer isso. Ele me conscientizou do meu erro, mas me perdoou mostrando o caminho certo a seguir. Ao invés de apontar o dedo em minha direção, estendeu a mão a fim de me revelar que o meu erro não tem poder nenhum para me definir porque eu sou quem Ele diz que sou.

E isso basta.

Taynara de Oliveira

O Quebra-Cabeça da Vida

Ela ficou pensando no quão vulnerável o seu coração era em termos de vaidade. Confesso que mais do que ninguém tentou se esquivar desse trono de idolatria. Ela repudiava essa vulnerabilidade e de modo algum queria aceitar essa fraqueza.

Sem querer havia se apegado às suas paixões e ter que abandoná-las feriria muito o seu orgulho. Contudo, mesmo assim decidiu abandonar todas as peças do jogo que apontava para esse trono. Fase difícil.

Alguns meses se passaram e uma das peças daquele quebra-cabeça voltou. A menina não a procurou, o fato é que trouxeram-na de volta. A peça mais difícil de desapegar foi a primeira a voltar à mesa. Que jogo confuso!

Mas o que ela não sabia é que o problema nunca foi a peça em si, mas a maneira como ela lidava com o jogo. Não teve como fugir e foi convencida de que aquela peça era fundamental para o quebra-cabeça.

A vulnerabilidade surgiu novamente a fim de tentar tirar a menina do foco. De confuso, o jogo ficou delicado e encontrar o encaixe perfeito para a peça não seria nada fácil agora.  Entretanto, ela compreende que em meio às suas fraquezas o amor de alguém maior é aperfeiçoado. O escape não está em se livrar da peça ou abandonar o jogo. É necessário continuar.

O único que poderá salvá-la desse abismo de vaidade e mudar o percurso do jogo da vida é o próprio dono dele. Ele é quem diz:

“O trono de idolatria não é o seu lugar. Continue olhando apenas para mim!”

Taynara de Oliveira

Ela em Minhas Fotografias

Ao folhear as páginas de um álbum analisei algumas fotografias que estavam fora do lugar. Uma delas, em especial, me levou de volta a um passado no qual eu gostaria muito que não tivesse se tornado tão estático.

Ela estava naquela fotografia. Lembrei-me com carinho das vezes em que passamos juntas. Na sala de sua aconchegante casa, nas festas de aniversário, nas conversas à mesa sobre os mais variados assuntos. A maneira exclusiva de como ela tratava cada um de seus muitos filhos era admirável. Sim, ela nos deixou. Seus filhos, afilhados, sobrinhos e primos que serão suas eternas crianças.

Ela se foi, mas a boa lembrança ficou. Arrependo-me de não ter aproveitado mais vezes a sua companhia, mas guardo com carinho no coração a sua imagem. Essa semana vivi uma experiência de “perda” muito grande. Não somente eu, mas todos que apreciavam a forma de como ela servia ao próximo e cujo colo era do tamanho do universo.

Deus recolheu aquela que foi madrinha, mãe, esposa, tia, prima e filha. Entretanto, sei que Ele está no controle de todas as coisas e que para tudo criou um propósito.

 

Taynara de Oliveira